Carnaval
05/02/2016 10:46 em Mundo

O Carnaval é caracterizado por muita música, dança, festa e alegria.

Mas qual é esta alegria? É uma alegria verdadeira?

 

A alegria do Carnaval é tão passageira que antes da festa acabar já passou. Muitas pessoas carregam, para sempre, lembranças dolorosas de acontecimentos destes dias. Isto sem contar o grande índice de pessoas acidentadas, assassinadas e mortas por overdose. Quantas pessoas são infectadas pelo vírus da Aids e quantos bebês são gerados sem nenhuma responsabilidade e depois abortados. As Campanhas governamentais não conseguem amenizar a situação, porque oferecem uma solução errada. Nos Estados Unidos, o presidente decidiu mudar a Campanha de preservativos para Campanha de abstinência. Pesquisas constataram que a camisinha não é segura e o número crescente de aidéticos confirma isso. Enfim, as conseqüências são inumeráveis. No entanto, isto não é sem motivo.

O Carnaval teve início provavelmente quatro mil anos antes de Cristo no Egito e era uma festa em honra dos deuses, principalmente ao Deus Momo. Este é o deus da zombaria e do sarcasmo, ou seja, era uma festa demoníaca. Depois da Vinda de Cristo deu-se o nome de Carnaval. “Carnavale”, significa “adeus a carne” por ser antes da quarta-feira de cinzas, quando não se deve comer carne. Hoje, o Carnaval se tornou realmente a festa da “carne” exaltada contra o espírito.

Segundo São João da Cruz, um grande doutor e místico da Igreja, a alma tem três inimigos: o mundo, a carne e o demônio.
O mundo é o menos difícil de ser vencido.

A carne, na verdade é o nosso humano, o nosso próprio eu, e dura enquanto durar o homem velho.

O demônio é o mais obscuro de entender.

Os três trabalham muito unidos para destruir a vida da alma e enfraquecendo um o outro perde a força. O carnaval é uma festa na qual os três atacam a alma com grande intensidade. Por isso, devemos nos precaver com as armas de Deus. Ninguém está imune à tentação. Não adianta falar: “Eu sou de Igreja, participo das missas e do Grupo de oração”... Contra as pessoas de Deus o ataque é pior. Porque o demônio não vai perder tempo com aqueles que já se entregaram a ele pelas suas más obras. Ele vai concentrar suas energias para desencaminhar os que caminham com Deus. Devemos ter cuidado com as mínimas brechas. Aquele “pecadinho de nada” pode dar origem a grandes pecados. Os “pecadinhos” deixam a alma vulnerável à tentação e assim acontece o ataque dos três inimigos. O mundo oferece o mal, o demônio tenta, incita e a carne fraca, aceita.

Para nós cristãos, este é tempo de vigiar e orar para não cairmos em tentação. (Cf. Mt 26, 41 ). Porque onde abunda o pecado, pode e deve superabundar a graça ( Rm 5, 20), por isso existem tantos retiros de Carnaval.
“Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”. ( Cf. I Co 6, 12) Temos o exemplo do Rei Davi. Ele é um escolhido, ungido pelo Senhor, mas também caiu na tentação. Tudo começou com uma pequena brecha, a dos olhos. Conta o Livro de Samuel (Cf. II Sam 11 e 12) que Davi estava no terraço e viu Betsabéia, uma mulher muito bonita, tomando banho.

Davi tendo visto poderia ter se esquivado, mas não o fez e assim desencadeou outros pecados. Isto acontece com muitos na questão da pornografia.

Betsabéia era casada, mas mesmo assim Davi pediu que a trouxessem para si e ela ficou grávida. Como seu marido estava na guerra Davi pediu para ele voltar para ficar com ela e seu erro ser encoberto, no entanto, isto não aconteceu. Davi pediu que o colocasse a frente na guerra para que ele morresse. Depois que ele morreu Davi tomou Betsabéia por esposa. Observe bem como um pecado atraiu o outro. Parece absurdo, mas se nos descuidar algo semelhante pode acontecer conosco. Precisamos estar atentos àquilo que vemos principalmente pela TV, para não cairmos em tentação.

Não devemos ter medo. O demônio é um perdedor, mas precisamos abrir os olhos da alma para não deixar ele ter nenhuma vitória na nossa vida. Se desacreditarmos de sua ação já é um grande sinal de que ele já está agindo. Contudo, temos uma certeza Jesus é o Senhor e Libertador. Se vigiarmos em oração, a ação do inimigo será neutralizada, porque Jesus é mais poderoso do que qualquer ação do Mal

Jesus é a alegria verdadeira.

Busquemos a felicidade no lugar certo.

Só Ele pode nos dar a felicidade eterna.

 

COMENTÁRIOS
Tradutor / Translator